Conselho Superior de Regulação da Agesan-RS define índice e metodologia de correção de tarifas

A Agesan-RS reuniu-se, nesta terça-feira (29), com o Conselho Superior de Regulação do órgão, que discutiu o reajuste da Comusa - Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo. No encontro, foi aprovado o índice de correção das tarifas de 11,53%, que passará a valer em 30 dias após a divulgação por parte da Comusa.


O grupo também debateu a alteração da metodologia de reajuste da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). “Mesmo após manifestações em consulta pública, foi aprovada a alteração de algumas rubricas do indicador IGP-DI para INPC, buscando dar maior estabilidade regulatória em um critério com menor variabilidade em sua série histórica”, explica o diretor geral da Agesan-RS, Demétrius Gonzalez.


Outro ponto abordado na reunião foi em relação ao programa de redução de perdas. Embora com consulta pública, foi aprovada a implantação do programa para Corsan e Comusa, visando à diminuição das perdas por diretrizes gerais. “Isto permitirá que, restringindo as perdas no abastecimento de água, haja redução futura nas tarifas de abastecimento de água, além de proporcionar uma captação menor no manancial”, justifica Gonzalez. Segundo ele, o programa de redução de perdas da Agesan-RS é um dos pioneiros no Brasil, buscando uma eficiência no serviço do prestador e melhoria da sustentabilidade econômica e ambiental na disponibilidade hídrica.



30 visualizações0 comentário