Agesan-RS media a conclusão de obras entre Rolante e Corsan

O presidente da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento do Rio Grande do Sul (Agesan-RS), prefeito de Rolante, Pedro Rippel, reuniu-se com o presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Roberto Barbuti, na manhã desta terça-feira (22), em Porto Alegre, para ajustar investimentos complementares às obras de esgotamento sanitário, que serão concluídas pelo órgão no município.


A obra, que está paralisada desde setembro de 2017, é uma preocupação constante da prefeitura municipal. “Venho buscando formas de solucionar este problema desde janeiro do ano passado, assim que assumi a administração”, recordou Rippel. Ele destaca que a conclusão da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) proporcionará mais saúde e qualidade de vida para a comunidade. “Temos certeza de que este é um investimento importante. Mas a obra precisa ser retomada para que a população tenha benefícios. Obra inacabada significa tempo e dinheiro perdidos”, disse Rippel.


A reunião, intermediada pela Agesan-RS, trouxe uma perspectiva bastante positiva de que em breve a obra possa ser retomada. A base é que sejam complementados cerca de R$ 11,5 milhões pela Corsan ao município para a finalização de dois contratos com recursos provenientes da Caixa Econômica Federal (CEF) e Fundação Nacional de Saúde (Funasa), com os quais a Companhia se comprometeria em concluir as obras na cidade. O trabalho inclui o término das instalações da ETE, redes coletoras separadoras absoluto de esgoto e estações elevatórias.


O encontro contou com a participação do diretor de Regulação da Agesan-RS, Tiago Luís Gomes, do diretor de Projetos e Captação de Recursos de Rolante, Cleber Zaro, do engenheiro Guilherme Müller e da assistente jurídica do município, Jana Junges.



50 visualizações0 comentário